Agenda de Treinamentos – DRM Educação – Julho de 2018

Para alinharmos nossos procedimentos com todos os envolvidos no processo de vendas
de nossos cursos, criamos a nossa agenda de treinamentos:

Treinamento do CRM do Estudo para Todos

Duração: de 30 a 40 min.

20/07 (sexta) às 16:00
23/07 (segunda) às 16:00
25/07 (quarta) às 10:30
27/07 (sexta) às 16:00

 

Treinamento – UNIBTA

Duração: de 30 a 40 min.

20/07 (sexta) às 16:30
24/07 (terça) às 10:30
26/07 (quinta) às 16:30

Para se inscrever, basta acessar esse link:
https://goo.gl/forms/Kf02vHHE71PzeP1a2

O que é a Sala de Aula Invertida? Como funciona?


– Estudos sugerem que modelo possibilita aprendizagem mais eficaz

Imagine um sistema educacional no qual os alunos estudam os conteúdos curriculares em suas casas só para depois irem à escola encontrar professores e colegas, tirar suas dúvidas e fazer exercícios. Em outras palavras, onde a lição de casa é feita em sala e a aula é dada em casa.

Eis o princípio por trás da metodologia da “sala de aula invertida” (Flipped Classroom, em inglês), que propõe a inversão completa do modelo de ensino. Sua proposta é prover aulas menos expositivas, mais produtivas e participativas, capazes de engajar os alunos no conteúdo e melhor utilizar o tempo e conhecimento do professor.

A metodologia tradicional deixa o aluno num papel passivo, simplesmente ouvindo as explicações do professor. Ao inverter esse modelo e fazer com que o aluno assista às aulas fora do ambiente da escola ou universidade, há um aumento na presença e participação em sala de aula”, explica a educadora Andrea Ramal, diretora do GEN | Educação.

Quando um conteúdo totalmente inédito é apresentado ao aluno, a introdução se dá, em geral, por meio de textos e vídeo aulas que apresentam os conceitos básicos e exercícios resolvidos como exemplos. “A leitura antecipada incita o raciocínio prévio e eleva o papel do professor. Esse passa de expositor para tutor, auxiliando e incentivando o aprendizado mais profundo do aluno quando ele traz dúvidas, raciocínios e discussões prévias”.

Segundo Andrea, é possível aplicar essa metodologia a todas as disciplinas escolares obtendo o mesmo efeito. “Pelos estudos obtidos em diversas instituições em todo o mundo, há sempre um ganho em relação à metodologia tradicional, independente da disciplina”.

Segundo um levantamento feito na Universidade de British Columbia, nos Estados Unidos, com professores de Física que aplicaram a metodologia, dentre os quais Carl Wieman, prêmio Nobel de Física em 2001, houve um aumento de 20% na presença e 40% na participação dos alunos com o modelo. Além disso, as notas dos alunos participantes foram duas vezes maiores que as das classes que utilizaram a metodologia tradicional.

Na Universidade de Harvard, por sua vez, professores de Matemática conduziram um estudo de 10 anos em suas classes de Cálculo e Álgebra e descobriram que alunos inscritos em aulas invertidas obtiveram ganhos de 49 a 74% na aprendizagem em relação aos alunos inscritos em aulas tradicionais.

Nesse contexto, onde praticamente toda a dinâmica da aula se altera, é essencial capacitar o professor para aplicar o modelo com sucesso. Isso começa, diz Andrea, em uma mudança de paradigma ou forma de pensar. “O professor necessita ser convencido que o método irá facilitar sua vida e a dos alunos. Se não houver isso, não adianta capacitar, pois o professor estará reticente em usar a metodologia, o que irá atrapalhar seu desempenho”.

Para o estudo em casa, os alunos contam com recursos como vídeos, textos, áudio, games, entre outros. No entanto, a metodologia não implica necessariamente em repensar todo o material didático hoje disponível. “Por exemplo, a utilização de uma leitura prévia antes da aula e de deveres de casa já são exemplos de uma sala de aula invertida”, aponta a educadora.

Veja estes vídeos que explicam um pouco mais sobre a Sala de Aula Invertida da DRM.

Fonte:
THAIS, P. Como funciona a sala de aula invertida?. Carta Educação, 24 de agosto de 2016. Disponível em: http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/como-funciona-a-sala-de-aula-invertida/. Acesso em: 24 nov. 2017.

Novo curso: Carreira de Operador de Drones com Edição de Vídeos e Imagens


Cada vez mais populares, os drones estão dominando o mercado audiovisual. Sabendo disso, a DRM Educação lança essa carreira dedicada para os alunos que buscam estar presente nesta atividade audiovisual. Para alguns é diversão, para outros uma escolha profissional.

Com o curso de carreira em operador de drones com edição de vídeos e imagens, no primeiro o aluno será introduzido ao modulo simples do Operador de Drone, tais como: manobras de pilotagem, práticas no simulador, regulamentos para pilotagem, dicas de vôo e muito mais. Continuar lendo

Dia das mães

Sistema interativo

    Dia das mães

É um grande orgulho sermos parte das escolhas de mães que confiaram um pedacinho da educação de seus mais de 1 milhão de filhos ao longo destes 15 anos de DRM às nossas escolas parceiras, nos cabendo um grande obrigado por partilharem da educação do que existe de mais precioso em suas vidas!