Programas necessários para aplicação das atividade/aulas práticas [Cursos Interativos]

Com o objetivo de ajudar as escolas a aplicarem cada uma de suas atividades práticas de forma muito mais eficiente, uma vez que apoiamos a metodologia da sala invertida, selecionamos abaixo uma relação de programas usados nos cursos interativos os quais servirão de auxílio para execução das atividades práticas dos alunos.

Word, Excel, PowerPoint e outras ferramentas do Office 365
https://products.office.com/pt-br/student/office-in-education
*É possível obter todos os programas do Office 365 a partir do cadastro do e-mail do estudante ou por registro da instituição de ensino. Basta seguir o link e instruções do site todo em português.

Blender 3D e Blender Games
https://download.blender.org/release/Blender2.66/blender-2.66a-windows32.exe
*O Blender utilizado no ambiente interativo da aulas é de uma versão “antiga”, apesar disso, o programa trabalha da mesma forma que as novas versões. O que não também disponíveis no site https://www.blender.org/download/.

Introdução à lógica de programação
http://lite.acad.univali.br/portugol/
https://notepad-plus-plus.org/download/v7.5.4.html
*O programa Portugol é totalmente gratuito, desenvolvido por estudantes pela universidade UNIVALI. Também gratuito, o Notepad++ vem para auxiliar na introdução da maioria dos cursos que requer alterações rápidas e simples na programação.

Introdução à programação em JAVA
http://www.oracle.com/technetwork/java/javase/downloads/jdk-netbeans-jsp-142931.html
*O download deste programa é feito junto da aplicação do NetBeans. Para fazer o download basta concordar com a licença de uso e escolher qual o seu sistema operacional, tudo disponível em uma simples tabela.

Adobe – Photoshop, Illustrator, inDesign, Premiere, Dreamweaver (Versão de avaliação)
https://www.adobe.com/br/creativecloud/catalog/desktop.html?promoid=PTYTQ77P&mv=other
*A menos que efetue um pagamento com desconto especial para escolas. A Adobe não possui distribuição gratuita de seus softwares. A opção é fazer o uso da versão de avaliação gratuita de cada programa.

AutoCAD
https://www.autodesk.com/education/free-software/autocad
*A Autodesk oferece apenas versões atualizadas do software para download. O download é feito através de um cadastro no site formalizando os dados da sua escola para que a empresa Autodesk reconheça que seu estabelecimento é uma escola e libere o download gratuito para os alunos.

CorelDRAW
https://www.coreldraw.com/br/licensing/education/#sec2
*O CorelDRAW possui um programa de download gratuito para educadores e estudantes, além de instituições de ensino. Porém, para liberar o download do software é preciso passar por uma consulta registrando um e-mail.

Prepare-se para o ENEM 2018.

Algumas revelações vão balançar sua escola…

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma prova realizada pelo Ministério da Educação do Brasil. Ela é utilizada para avaliar a qualidade do ensino médio no país. Além disso, o seu resultado serve para acesso ao ensino superior em universidades públicas brasileiras, através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), assim como em algumas universidades públicas portuguesas.

O Enem é o maior exame do Brasil (reconhecido oficialmente pelo RankBrasil – Recordes Brasileiros) e o segundo maior do mundo, atrás somente do vestibular da China, e conta com mais de 7 milhões de inscritos divididos em 1.661 cidades do país.

A prova também é feita por pessoas com interesse em ganhar bolsa integral ou parcial em universidade particular através do ProUni (Programa Universidade para Todos) ou para obtenção de financiamento através do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

Desde de 2016, o exame que servia também como certificação de conclusão do ensino médio em cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA), agora foi substituído pelo ENCCEJA (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). Aproveite e utilize também os cursos do ENEM para divulgar para os alunos a possibilidade estudar para o ENCCEJA. O exame do ENCCEJA é composto de quatro provas onde é necessário se obter 100 pontos por matéria no mínimo (a escala de proficiência vai de 60 a 180 pontos, logo, como temos 30 questões por prova cada questão vale 4 pontos. Para atingir 100 pontos por matéria é necessário acertar 10 questões de 30 de cada prova, ou seja, é necessário acertar 1/3 de cada prova para se habilitar em cada uma das 4), e nota igual ou superior a 5 em redação de um total de 10 pontos (precisa atingir apenas a metade da pontuação máxima).

O exame ENEM é realizado anualmente, em 2017 houve mudanças nas regras sendo estas os dias de provas indo para dois domingos consecutivos. Além disso as provas são divididas em quatro grandes áreas e uma redação, sendo elas Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, com 45 questões cada.



Confira nossos cursos:
ENEM – Ciências da Natureza e suas Tecnologias

ENEM – Ciências Humanas e suas Tecnologias

ENEM – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

ENEM – Matemática e suas Tecnologias

Pacote completo incluso o curso
ENEM Questões de cortesia exclusiva!

ENEM Completo

Aproveite também para baixar agora mesmo o material de apoio e dar um upgrade nas suas matriculas.

Novo recurso no Gestor Escolar On Line

Hoje a DRM lança mais um recurso para facilitar a vida das escolas que utilizam o GOL (Gestor On Line). Com este recurso será possível importar alunos de outros sistemas de gestão escolar e assim poder aproveitar todos os recursos de nossa plataforma, incluindo o sistema financeiro e de acompanhamento das atividades dos alunos. Para fazer sua importação, assista o vídeo acima e qualquer dúvida conte com nossa Central de Apoio.

DRM Educação, inovando sempre!

Ofereça nestas férias uma oportunidade de recolocação no mercado de trabalho

A proposta nesta campanha é atrair principalmente a grande gama de jovens que precisam voltar para o mercado de trabalho após o pico de contratações do final de ano, que assim como contratam agora demitem no início do ano. A proposta é oferecer um apoio para este jovem se preparar para uma entrevista de emprego e até montar o seu próprio currículo e utilizar da ferramenta do portal www.vejameucurriculo.com.br, que é abordado na última aula deste curso. Fazendo um trocadilho com o início de 2018 o preço do curso é colocado em um valor praticamente simbólico de 20,18 reais, mas ao fazer este primeiro curso, com um bom atendimento esperamos que este aluno se interesse por muito mais em sua escola, seja por mais cursos profissionalizantes ou quem sabe um curso técnico ou mesmo uma graduação ou uma pós, afinal, escola com DRM é uma escola completa!

#DRMJuntosEm2018

Este ano foi de grandes mudanças e desafios, o que entendemos ser fundamental sempre! Afinal não existe melhoras sem mudanças. Acrescentamos novos caminhos com novos parceiros, abrimos polos de EAD em ensino superior e técnico, mais de 100 pólos por todo o Brasil, estreitamos laços com grandes empresas de educação e ampliamos nossos limites, lançamos a DRM ainda mais completa, com mais de 400 cursos e abrimos nossa casa, nossas soluções e ferramentas, lançamos uma nova marca que se propõe a rever o segmento em que atuamos há mais de 1 década e que neste momento damos novo “boot”, com muito “upgrade”! Tudo somente foi possível diante da confiança de nossos clientes, parceiros e fornecedores. Que 2018 possamos continuar nesta nossa prazerosa caminhada, que sempre se torna mais leve, mais fácil quando entendemos e trabalhamos juntos! Que assim cada escola possa trabalhar junto com seus alunos para uma nova educação, tão comentada em nossos encontros no Escola Sem Censura e que tem inovado em seu formato. Sim, vamos nos encontrar para falar sobre como fazer matrículas, mas antes vamos falar sobre como transformar pessoas através da Educação! Vamos caminhar com nossos alunos, parceiros, fornecedores, clientes…afinal sabemos que quem quer chegar rápido deve ir sozinho, mas quem quer chegar longe deve ir junto! #DRMJuntosEm2018

O que é a Sala de Aula Invertida? Como funciona?


– Estudos sugerem que modelo possibilita aprendizagem mais eficaz

Imagine um sistema educacional no qual os alunos estudam os conteúdos curriculares em suas casas só para depois irem à escola encontrar professores e colegas, tirar suas dúvidas e fazer exercícios. Em outras palavras, onde a lição de casa é feita em sala e a aula é dada em casa.

Eis o princípio por trás da metodologia da “sala de aula invertida” (Flipped Classroom, em inglês), que propõe a inversão completa do modelo de ensino. Sua proposta é prover aulas menos expositivas, mais produtivas e participativas, capazes de engajar os alunos no conteúdo e melhor utilizar o tempo e conhecimento do professor.

A metodologia tradicional deixa o aluno num papel passivo, simplesmente ouvindo as explicações do professor. Ao inverter esse modelo e fazer com que o aluno assista às aulas fora do ambiente da escola ou universidade, há um aumento na presença e participação em sala de aula”, explica a educadora Andrea Ramal, diretora do GEN | Educação.

Quando um conteúdo totalmente inédito é apresentado ao aluno, a introdução se dá, em geral, por meio de textos e vídeo aulas que apresentam os conceitos básicos e exercícios resolvidos como exemplos. “A leitura antecipada incita o raciocínio prévio e eleva o papel do professor. Esse passa de expositor para tutor, auxiliando e incentivando o aprendizado mais profundo do aluno quando ele traz dúvidas, raciocínios e discussões prévias”.

Segundo Andrea, é possível aplicar essa metodologia a todas as disciplinas escolares obtendo o mesmo efeito. “Pelos estudos obtidos em diversas instituições em todo o mundo, há sempre um ganho em relação à metodologia tradicional, independente da disciplina”.

Segundo um levantamento feito na Universidade de British Columbia, nos Estados Unidos, com professores de Física que aplicaram a metodologia, dentre os quais Carl Wieman, prêmio Nobel de Física em 2001, houve um aumento de 20% na presença e 40% na participação dos alunos com o modelo. Além disso, as notas dos alunos participantes foram duas vezes maiores que as das classes que utilizaram a metodologia tradicional.

Na Universidade de Harvard, por sua vez, professores de Matemática conduziram um estudo de 10 anos em suas classes de Cálculo e Álgebra e descobriram que alunos inscritos em aulas invertidas obtiveram ganhos de 49 a 74% na aprendizagem em relação aos alunos inscritos em aulas tradicionais.

Nesse contexto, onde praticamente toda a dinâmica da aula se altera, é essencial capacitar o professor para aplicar o modelo com sucesso. Isso começa, diz Andrea, em uma mudança de paradigma ou forma de pensar. “O professor necessita ser convencido que o método irá facilitar sua vida e a dos alunos. Se não houver isso, não adianta capacitar, pois o professor estará reticente em usar a metodologia, o que irá atrapalhar seu desempenho”.

Para o estudo em casa, os alunos contam com recursos como vídeos, textos, áudio, games, entre outros. No entanto, a metodologia não implica necessariamente em repensar todo o material didático hoje disponível. “Por exemplo, a utilização de uma leitura prévia antes da aula e de deveres de casa já são exemplos de uma sala de aula invertida”, aponta a educadora.

Veja este vídeo que explica um pouco mais sobre a Sala de Aula Invertida da DRM.

Fonte:
THAIS, P. Como funciona a sala de aula invertida?. Carta Educação, 24 de agosto de 2016. Disponível em: http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/como-funciona-a-sala-de-aula-invertida/. Acesso em: 24 nov. 2017.

Reapresentação do Evento Escola Sem Censura 3ª Edição

Neste material buscamos repassar o que foi apresentado em nosso evento presencial durante todo o dia e que ocorreu em São José dos Campos em Outubro deste ano. Este resumo tem pouco mais de 30 minutos e desejamos que comente abaixo. 😉

Espero que gostem e recomendamos que antes de assistir este vídeo também assista a reapresentação do ano anterior, Escola Sem Censura 2ª Edição, já que parte das mudanças que estamos propondo para o segmento começaram a ser discutidas na segunda edição de nosso evento.

Escola Sem Censura 2017 – Resumo dos principais pontos do encontro presencial ocorrido em Outubro de 2017 from Dr. Micro on Vimeo.

Novo curso Premiere CC 2017

Redes sociais como Facebook, Instagram, e principalmente
Youtube, motivaram uma revolução no mercado audiovisual.
De adolescentes a profissionais, a edição de vídeos é uma
habilidade que vem ganhando destaque.

O Adobe Premiere Pro CC é um dos softwares de edição
mais utilizados no mundo, por isso oferece uma
plataforma completa.

Seu aluno tem interesse em trabalhar com edição audiovisual,
cinema ou é estudantes de comunicação e jornalismo?
Esse curso pode ser o seu diferencial!


Continuar lendo